Música Realeza a Temperal – XIV Festival de Mpb de Pereira Barreto

Compartilhe:

{mp3remote}https://www.pereirabarreto.sp.gov.br/images/stories/audio/mpb14/03-realezaatemporal-marcio farias.mp3|900|22|1{/mp3remote}

{tab=Letra}

 

Na terra em que trem não passa

Não para meu coração

Lá não encontro morada

Mesmo em noite enluarada

Nem com aboio de boiada

Cantado feito oração, não, não…

Não para meu coração.

Eu nasci naquela Serra

Onde mora todo amor

Onde todo mal se encerra

Onde o sol se abre em flor

Quem viveu naquele chão

Tem por alma a poesia

Tem no peito a saudade

Do apito que se ouvia

Quando o trem rasgava o ar

 

 

Nos trilhos da fantasia.
Vim de uma serra encantada

Cravejada de diamantes

Lá onde terra se mede

Pela linha do horizonte

Tal lua cheia e minguante

Flutua no céu do meu peito

Meu coração navegante.

 

A cidade de onde venho

Minha paixão abissal

Tem floresta, chuva e rio

Meu cenário natural

Minha Serra do Navio

Minha aldeia, meu quintal

Minha Serra do Navio

Realeza atemporal…

 

{tab=Artista}

LETRA

 

MÁRCIO FARIAS

 

INTÉRPRETE

 

MÁRCIO FARIAS

 

CIDADE

 

ANANINDÊUA-PA

 

{tab=Data de apresentação}
Quinta-Feira 09/10/2013 

3ª Música da noite
{/tabs}

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *