Música Um dia mudo daqui – XIV Festival de Mpb de Pereira Barreto

Compartilhe:

{mp3remote}https://www.pereirabarreto.sp.gov.br/images/stories/audio/mpb14/09-um-dia-mudo-daqui-thiago-augusto.mp3|900|22|1{/mp3remote}

{tab=Letra}

 

“Tô” cansado desse mundo de bagunça, de negócios.

Quero pra minha alma calma, pro meu corpo quero ócio.

Na minha cidade grande todo mundo é tão pequeno.

Na salada tem veneno e a moçada é osso e pele.

Meu juriti nesse cimento é um pardal sujo e cinzento.

Na marquise do Martinelli

Meu lampião é o Al Capone, meu curió é um Stéreo Sony.

Meu Mazaropi quem diria aqui é o Indiana Jones
Meu pirão e meu curau estão mais pra pizza e canelone.

Minha viola é uma guitarra tocando Rolling Stones

Um dia eu mudo daqui e levo junto você

 

Troco meu apartamento pela sombra de um ipê

Meu carro por um jumento, meu mocassim por uma botina.

 

Não gasto mais gasolina nem pago estacionamento

Um dia eu mudo daqui e levo junto você

Ascendo a luz do meu sonho, apago um pouco a TV

 

Meu reino pelo silêncio e o firmamento pra ver.

“Tô” cansado desse mundo de bagunça, de negócios

 

Quero pra minha alma calma, pro meu corpo quero ócio

 

Na minha cidade grande todo mundo é tão pequeno

Não tem mais o tal sereno nem lembram de Adoniran

 

Minha paisagem de manhã são os marreteiros e um Out-Dor

 

Anunciando um sutiã

Minha cachoeira é uma goteira, escorrendo pelo “vitrô”

 

Galinha é moça dadeira, tatu aqui faz metrô

 

Minha palhoça só Deus sabe é um “Ap” lá na COHAB

 

Cabe a “muié” e o moleque, sorte que a sogra “num” cabe.

 

{tab=Artista}

LETRA

 

SÉRGIO K. AUGUSTO

 

INTÉRPRETE

 

THIAGO AUGUSTO

 

CIDADE

 

SÃO PAULO-SP

 

{tab=Data de apresentação}
Quinta-Feira 09/10/2013 

9ª Música da noite
{/tabs}

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *