Música FLOR DESERTA – XV Festival de Mpb de Pereira Barreto

Compartilhe:

{mp3remote}https://www.pereirabarreto.sp.gov.br/images/stories/audio/mpb15/sexta/02-FLOR-DESERTA.mp3|900|22|1{/mp3remote}

{tab=Letra}

 

Minha flor desabrochou depois do tempo
Veio um vento violento e trouxe chuva
Ela só viveu porque há flor que vive
Sem ter vida, sem ter água, só de sol

Minha flor sem cheiro é de cor amarela
Não é feia, nem é bela, é só desdém
Minha flor tá num jardim de erva daninha
Não é rosa, nem é minha, é de ninguém

 

 

 

 

 

Flor sem pétala, sem pólen e sem nada
Antes fosse vidro, plástico ou papel
Nesse chão, que não escolheu, enraizada
Não é fértil, nada é fácil sob o céu
Sob o céu

Essa flor que vive dentro do meu peito
Não é livre, nem é presa, é ilusão
E, por não caber dentro de mim direito,
Dei um jeito de pôr flor nessa canção

 

 

 

 

{tab=Artista}

LETRA

 

ADOLAR MARIN/LÉO NOGUEIRA

INTÉRPRETE

 

ADOLAR MARIN E RITINHA CARVALHO

CIDADE

 

SANTO ANDRÉ-SP

 

{tab=Data de apresentação}
Sexta – Feira 16/05/2014 

2ª Música da noite
{/tabs}

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *