Música PEQUENA OPERETA PARA ZABUMBA SEM DÓ E UM LOUCO FORA DE SI – XV Festival de Mpb de Pereira Barreto

Compartilhe:

{mp3remote}https://www.pereirabarreto.sp.gov.br/images/stories/audio/mpb15/quinta/08-PEQUENA-OPERETA-PARA-ZABUMBA-SEM-DO-E-UM-LOUCO-FORA-DE-SI.mp3|900|22|1{/mp3remote}

{tab=Letra}

 

Cadê os Loucos desta cidade!?!
Cadê os Doidos que moram aqui?!?

Uma cidade
Tem que ter uma canção
E um santinho padroeiro
Para lhe dar proteção
E tem que ter
Uma bodega sempre aberta
Uma cachaça esperta
E um louco de plantão
– Cadê os Loucos…

Tem tanto louco
Comandando até cidade
Louco de tudo que é idade
Louco com a bíblia na mão…
E é de jaleco,
Ou de terno e de gravata
Só querendo ouro e prata
“afundendo” a Nação.
– Cadê os Loucos…

 

 

 

Tem tanto doido
Dizendo que já esta louco
Que se sai desse sufoco
Cai de joelhos no chão…
Tanta promessa
Que o santo voltou pro oco
Da madeira sobra o toco
E assim saiu essa canção
– Cadê os Loucos…

Quem nunca foi
Doido por algum instante
Vendo a lua em seu rompante
O arrebol e seu clarão…
Pois se converta
E fique um pouco louco agora
Jogue o que é de ruim pra fora
E venha na palma da mão
– Cadê os Loucos…

 

{tab=Artista}

LETRA

 

SÉRGIO TORRENTE

INTÉRPRETE

 

SÉRGIO TORRENTE

CIDADE

 

PARANAVAÍ-PR

 

{tab=Data de apresentação}
Quinta-Feira 15/05/2014 

8ª Música da noite
{/tabs}

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *