Fiscalização aos finais de semana em combate a Covid-19 continua em Pereira Barreto

Compartilhe:

As equipes fizeram várias orientações a população.

As equipes da Vigilância Sanitária, Vigilância de Saúde e Fiscais de Obras, Postura e Tributos da Prefeitura Municipal da Estância Turística de Pereira Barreto deram sequência a fiscalização na área urbana e rural (ranchos e pousadas) do município.

O trabalho contou com o apoio da Polícia Militar para auxiliar nas demandas. A equipe de apoio com profissionais de segurança, contratada pela Secretaria Municipal de Saúde, também esteve na operação no apoio para não permitir aglomerações.

No sábado (01/05), feriado do Dia do Trabalhado, as equipes fiscalizaram o comércio e realizaram orientações aos proprietários e funcionários de alguns estabelecimentos quanto a prorrogação e regras do decreto de Transição do Plano do Governo do Estado de São Paulo, que seguirá em vigor até 9 de maio, com possibilidade de uma nova prorrogação.

Um grupo de comerciantes tiveram dificuldades de entender as mudanças e estavam trabalhando de maneira irregular, principalmente bares, que não tem autorização para permitir que clientes consumissem no local. Por causa do feriado, muitos estabelecimentos não funcionaram.

A fiscalização ocorreu em quadras e campos de futebol, mas não foi identificada nenhuma aglomeração. Porém, foram atendidas duas ocorrências de aglomerações no Tablado da Praia Municipal “Pôr do Sol”. As pessoas presentes no local foram orientadas e deixaram o local sem criar resistência.

Na área rural, ranchos, pousadas e pesqueiros foram vistoriados, mas não houve qualquer registro de irregularidades nesses ambientes.

Durante a ação, a fiscalização identificou pessoas aglomerando na Ponte Nova, que tem sido usada como uma espécie de praia clandestina. Eles eram moradores da cidade de Presidente Prudente e receberam orientações para irem embora, atendendo de imediato.

No sábado, a equipe registrou 7 denúncias de aglomerações em residências, e 1 denúncia de aglomeração, num local usado para prática de jogos. Dessas denúncias, 2 foram autuadas por não cumprirem com as orientações das autoridades sanitárias.

No domingo (02/05), a fiscalização seguiu monitorando todos os comércios, porém sem nenhum problema. Também no domingo, outra aglomeração foi identificada no Tablado da Praia Municipal “Pôr do Sol” e as pessoas saíram com a chegada dos fiscais.

Na área rural foram vistoriados mais ranchos e identificados 10 locais com grupos de pessoas gerando aglomeração. Porém, após os cidadãos serem orientados, a situação foi resolvida de forma imediata.

As igrejas também foram monitoradas, sendo flagrado pela fiscalização, pessoas paradas em torno dos locais religiosos após o fim das celebrações, gerando aglomeração. Os fiscais orientaram o público e reforçou que essa prática é indevida, pedindo que todos voltassem para suas residências.

Na “praia clandestina”, próxima a Ponte Nova, haviam 02 pessoas, mas elas saíram ao receberem orientações. No início da noite, a equipe atendeu uma denúncia de aglomeração em um rancho que ocorria uma festa de aniversário, que foi finalizada de maneira imediata.

Outras 04 denúncias foram atendidas, porém, não procederam as acusações. A fiscalização finalizou as ações do domingo monitorando os pontos mais problemáticos quanto a aglomerações no município, mas nada mais foi registrado.

A equipe durante todo final de semana realizou orientações quanto a obrigatoriedade do uso da máscara aos transeuntes, além de fornecer algumas para pessoas que alegaram não possuir para fazer uso.

A fiscalização orienta também que há muitas pessoas sentadas em frente às casas gerando aglomeração, e ressalta que continuaram cumprindo as regras com objetivo de não expor as famílias ao risco de contaminação.

A Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Saúde reforça para população que continuem atendendo as regras de enfrentamento ao combate da Covid-19, e alerta que com o apoio de todos os números tem mantido uma estabilidade quanto ao crescimento da propagação do vírus no município.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *