Duas pessoas em isolamento foram barradas pela fiscalização tentado entrar em um supermercado de Pereira Barreto

Compartilhe:

Elas estavam na lista de isolamento devido a Covid-19; casos foram encaminhados ao Ministério Público

Equipe de saúde esteve nos supermercados da cidade auxiliando nas medidas de prevenção da Covid-19

A fiscalização em Pereira Barreto foi intensificada durante este final de semana prolongado. Com o decreto 5688 em vigor, em que tornam mais rígidas as ações de combate a Covid-19, as equipes formadas por agentes da Vigilância Sanitária, agentes de Vigilância em Saúde e Fiscais de Obras, Postura e Tributos da Prefeitura da Estância Turística de Pereira Barreto, com o apoio a Polícia Militar e de uma equipe operacional, estiveram em vários pontos da cidade para verificar o uso correto de máscara e dispersar pontos de aglomeração.

Os supermercados da cidade também contaram com uma equipe da saúde que esteve verificando a saturação de oxigênio, temperatura e o controle de isolados. Durante a fiscalização duas pessoas foram autuadas e tiveram seus casos enviados ao Ministério Público por saírem do isolamento.

A equipe de fiscalização percorreu os comércios da cidade, verificando se estava sendo cumprido o Decreto Municipal. Houve atendimento de 15 denúncias de aglomeração. Dessas, 11 foram notificadas e as outras quatro receberam auto de infração devido a irregularidade constatada. Segundo os agentes, além de descumprirem as normas, os responsáveis desses locais ainda não colaboraram com a fiscalização.

A equipe ainda fiscalizou as quadras e campos de futebol. Em alguns deles estavam grupos de pessoas gerando aglomeração. Com a chegada da equipe todos se evadiram. Outra situação que foi recorrente foi a aglomeração no Tablado da Praia Municipal e no Porto Municipal que também foi dispersada com a chegada da fiscalização.

2 thoughts on “Duas pessoas em isolamento foram barradas pela fiscalização tentado entrar em um supermercado de Pereira Barreto”

  1. Infelizmente as pessoas não respeitam o outro no seu comportamento impróprio na pandemia.
    Se não tem outra maneira ter-se-á de tomar medidas mais drásticas. A colocação de pulseiras de uso obrigatório poderá ser uma forma de assinalar e de em caso de ser apanhado sem ela de procedimento judicial.
    Não é bonito mas perante a insensatez de contaminar os outros é proporcional á situação.

    1. Otima colocação José Belmiro, vou mais alem, fazer pagar serviço comunitario na limpeza dos estabelecimentos de saude que atende covid

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *