Prefeitura Municipal seguirá aplicando o “fumacê” contra mosquito da dengue neste sábado

Compartilhe:

A luta contra os criadouros do mosquito Aedes aegypti é tão importante quanto se proteger da Covid-19

A Prefeitura da Estância Turística de Pereira Barreto, através da Secretaria Municipal de Saúde, dará sequência neste sábado (20) a pulverização de inseticida, o “fumacê”, para combater o Aedes aegypti mosquito responsável pela transmissão da dengue, chikungunya e zika vírus. O trabalho terá início no período da manhã na região da UBS “Dr. Nildo Neri de Oliveira”, no bairro COHAB.

O trabalho desta vez, será de aplicação do “fumacê” nos bueiros do município, e terá início no período da manhã na região da UBS “Dr. Nildo Neri de Oliveira”, no bairro COHAB e se estenderá pelos próximos sábados pelo Jd. Ipê, Jd. Imperador, Vila Floriano, Vila Marão e Nova Veneza, sucessivamente.

Os moradores de Pereira Barreto devem lembrar que o inseticida elimina apenas o mosquito adulto, ou seja, as larvas continuam vivas. Os cuidados com os imóveis continuam sendo a principal maneira de combate, evitando o surgimento de focos criadouros do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

Além desta ação, a Prefeitura Municipal também está realizando a aplicação do “fumacê” nas vias públicas do município, e aproveita para reforçar o pedido aos pereira-barretenses para que durante a passagem do carro do “fumacê”, cubra os alimentos, potes de alimentação de animais, e abra janelas, boxes de banheiros e portas, levante colchas das camas, não circule nas vias públicas ou permaneça nelas e não permita que crianças e animais corram nas vias públicas em meio a fumaça. A próxima aplicação do “fumacê” nas ruas, será realizada na próxima segunda e terça-feira, dias 22 e 23 de fevereiro a partir das 18 horas. No dia 22 a aplicação será realizada no território compreendido da Av. Jonas Laves de Mello sentido Av. Brasília, da praia “Pôr do Sol” sentido Parque Industrial, já no dia 23 a aplicação será realizada no território compreendido da Av. Jonas Laves de Mello sentido Porto Fluvial, da praia “Pôr do Sol” sentido Colinas do Tietê.

A dengue é uma doença infecciosa causada por um arbovírus, que ocorre principalmente em áreas tropicais e subtropicais do mundo, inclusive no Brasil. As epidemias geralmente ocorrem no verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos, tornando a nossa região um local de risco para a população em relação a essa doença. Quando surgem, os sintomas costumam evoluir em obediência a três formas clínicas: dengue clássica, forma benigna, similar à gripe; dengue hemorrágica, mais grave, caracterizada por alterações da coagulação sanguínea.

Na dengue clássica nos adultos, a primeira manifestação é a febre alta (39° a 40°), de início repentino, associada à dor de cabeça, prostração, dores musculares, nas juntas, atrás dos olhos, vermelhidão no corpo e coceira. Num período de três a sete dias, a temperatura começa a cair e os sintomas geralmente regridem, mas pode persistir um quadro de prostração e fraqueza durante algumas semanas.

As orientações para combater o mosquito da dengue são:

– Não deixe nenhum recipiente que acumule água em seu quintal, terreno ou comércio;

– Limpe calhas e lajes, já que as folhas obstruem as passagens de água;

– Verifique se as caixas d’água estão devidamente vedadas.

Colabore. Estamos juntos contra a Dengue!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *